Nossas Notícias

banner_post_drenagem_linfática_2015-02-09_SPA_la

Drenagem Linfática

A drenagem linfática manual constitui uma técnica realizada por movimentos suaves e precisos, circulares e espirais. Sua ação melhora o fluxo linfático, fazendo com que a linfa flua melhor. O trabalho é intensivo e realizado nos centros de gânglios linfáticos.
Primeiramente, trata-se do sistema linfático superior (zona do coração, dos gânglios linfáticos do pescoço, da garganta, dos ombros) e depois, evoluindo de forma progressiva, para as zonas afetadas, mais afastadas do coração. Na maioria dos casos este tratamento tem a duração de 30 a 40 minutos a facial e de 50 minutos à uma hora a corporal.

Como a drenagem linfática age no organismo?
A drenagem estimula a circulação nos vasos linfáticos ao acelerar a absorção de líquidos e das macromoléculas do tecido intersticial, devido pela ativação da capacidade peristáltica (capacidade de fazer movimentos involuntários que empurram o alimento) destes vasos. Com isso, ela faz absorver inúmeras formas de edemas (acúmulo anormal de líquido) não somente os aparentes, como também nas formas menos visíveis. A drenagem linfática estimula o processo imunitário, ao aumentar, na zona cortical dos gânglios linfáticos, a produção de linfócitos.
O processo também favorece a regeneração dos tecidos, fato esse que é explicado pela eliminação do edema intersticial, causador da diminuição do ritmo da microcirculação. Essa regeneração também se explica devido ao aumento da produção de linfócitos, cujo núcleo tem um papel alimentício e regenerador para os tecidos. Este fenômeno foi observado em úlceras varicosas, osteoporoses, celulites e enxertos de órgãos.
A drenagem linfática manual exerce uma ação sedativa, tranquilizante e relaxante. Favorece, ainda, o predomínio do sistema nervoso parassimpático – parte do sistema nervoso autônomo que preside à recuperação de forças e à regeneração de tecidos. De fato, quando se inicia o tratamento, a maioria dos pacientes sente que seus músculos ficam relaxados, as pálpebras pesadas e uma sensação de sonolência.

Quantas sessões de drenagem linfática são necessárias?
Para resultados satisfatórios, recomenda-se de seis a dez sessões, de uma a três vezes por semana.

Qual a importância da drenagem linfática?
A drenagem linfática manual é importante por estimular o bom funcionamento do organismo. Entre os benefícios, está a melhora da circulação sanguínea, que elimina toxinas e diminui a retenção hídrica (que provoca inchaços), ajudando a evitar a oxigenação celular e, consequentemente, a melhor nutrição tecidual.

Quais são as indicações para a drenagem linfática?

Entre as indicações estão a estética facial e corporal, pré e pós-operatórios, cicatrizes hipertróficas, estresse, traumatologia, eliminação dos dejetos da metabolização celular, diminuição da fibrose tissular, celulites, varizes, gorduras localizadas, sinusite, rinite, enxaquecas, tendinites, entre outras..

Quais as contraindicações?
Tumores cutâneos, grandes dermatoses, fragilidade capilar, doenças infecciosas evolutivas, reumatismos inflamatórios, insuficiência cardíaca, febre e tromboflebites.

Conheça mais sobre os benefícios deste tratamento , agende seu horário conosco agora mesmo.

Compartilhar: