Nossas Notícias

banner_yoga-para-gestantes_2015-04-30_SPA_la

Por que praticar Yoga?

“Pouquíssimas pessoas conhecem a verdadeira saúde, porque a maioria possui hábitos que levam à morte lentamente… O corpo deveria estar intimamente relacionado com a mente”. (Alberte Szent-Gyori, cientista)

Um crescente número de médicos e pacientes está se tornando consciente de que muitas doenças, senão a maioria delas, na verdade, são de origem psicossomática e de que as enfermidades estão inevitavelmente inter-relacionadas com a mente.

Nos últimos anos, por diversas vezes, comprovou-se que há uma relação entre as emoções e as doenças. Traumas emocionais geralmente precedem a doença: um estudo com 32 pacientes de esclerose múltipla revelou que 28 deles passaram por alguma situação traumática ou estressante pouco antes de adoecerem e que essa tensão psicológica foi a causadora de anomalias significativas no sistema imunológico. Médicos da Escola de Medicina Johns Hopkins  descobriram que pessoas com problemas emocionais, ou mal-humoradas, centralizadoras, são as mais propensas a doenças graves – como o câncer, a pressão alta e as enfermidades cardíacas – e que, por isso, elas morrem prematuramente. Hoje, é amplamente aceito por médicos cardiologistas que as pessoas com personalidade do Tipo A – competitivas, dominadoras, impacientes, aborrecidas, nível de exigência alto, centro de atenções, etc – são as mais propensas aos males cardíacos.

Emoções negativas, como a inveja, o ódio, tristeza, ciúmes e irritabilidade, são como ondas vibratórias que afetam todo o sistema nervoso. Por exemplo, a notícia da morte repentina de uma pessoa querida pode elevar a pressão e sobrecarregar o coração. Podem ocorrer perturbações nervosas e um ataque cardíaco; e, em casos extremos o de depressão ou insegurança, até mesmo a morte pode ocorrer. Calcula-se que, entre as pessoas que fazem consultas médicas, mais da metade está com doenças de fundo emocional. As emoções estressantes – como a preocupação, o medo, a frustração, a insegurança – são atualmente reconhecidas como as responsáveis por diversos males, como diabetes, asma, esquizofrenia, câncer, problemas cardíacos e vários outros.

“Todos nós expressamos nossas emoções fazendo referência ao corpo:

Quando estamos tristes, dizemos: ‘Estou com um nó na garganta!’.

Quando sentimos medo: ‘Sinto um frio na barriga!’.

Com raiva: ‘Meu sangue está fervendo!’.

Desapontados: ‘Meu coração está partido!’.” (Dr. Haroldo Streitfield.)

Essa interdependência sutil entre a mente e o corpo é intermediada pelas glândulas endócrinas, que regem a sinfonia complexa do corpo, lançando a química hormonal na corrente sanguínea. Esses hormônios tem um intenso efeito, não só nas principais funções do corpo – como o crescimento, a digestão, a queima de energia, a temperatura do corpo, a sexualidade, etc – como também na mente.

Essa inter-relação foi detectada há muito tempo pelos iogues, que desenvolveram um sistema de exercícios que exercem pressão sobre as diversas glândulas endócrinas. Há milhares de anos, nas antigas florestas da Índia e da China, os iogues dedicaram suas vidas ao estudo do domínio do corpo e da mente. Eles observaram cuidadosamente o modo de vida dos animais que viviam em seu ambiente – como eles descansavam e como se curavam instintivamente. Ao experimentarem as diferentes posturas dos animais, esses iogues perceberam o efeito sutil de tais movimentos em seus órgãos e glândulas. Após milhares de anos de experiência, essas posturas foram aprimoradas e passaram a constituir um sistema científico composto por milhares de exercícios chamados ásanas (postura de Yoga), muitos dos quais receberam o nome dos animais que os inspiraram – cobra, coelho, leão, pássaro, macaco, tartaruga, pavão, etc. Ásana significa literalmente “postura mantida confortavelmente”.

As ásanas equilibram as secreções hormonais das diversas glândulas; os movimentos de torção e flexão das ásanas, que são mantidos por um determinado tempo, fazem pressão localizada e contínua sobre as glândulas, estimulando-as de várias formas, regulando suas secreções e controlando também as emoções. Na medida em que as deficiências glandulares são reguladas, a mente se libera das perturbações emocionais e atinge a serenidade perfeita.

As posturas que são dadas em nossas aulas “Tantra Yoga” são exatamente para fortalecer ou regular suas secreções glandulares. Existem posturas específicas que atuam sobre as glândulas supra-renais e muitas enfermidades são curadas com a prática regular das ásanas, restaurando, assim, a harmonia entre o corpo e a mente.

“Os primeiros sinais da prática de Yoga são a leveza, o controle dos desejos, uma boa compleição, a voz suave e um odor agradável no corpo.” (Svetavtara Upanisad)

As ásanas atuam sobre todos os aspectos físicos humanos. Elas não só equilibram as secreções glandulares como também relaxam e tonificam os músculos e o sistema nervoso, estimulam a circulação, alongam ligamentos e tendões enrijecidos, flexionam as articulações, massageiam os órgãos internos, acalmam e concentram a mente.

Os iogues enfatizaram a respiração correta  para maximizar a quantidade de energia vital absorvida em cada respiração. Na respiração normal extraímos muito pouco prana da atmosfera. Porém, quando aprendemos a fazer a respiração correta, tornando consciente de nossa respiração, tornamos capazes de estocar grandes quantidade de prana (energia) nos vários centros nervosos ou cakras.  A respiração tem grande importância em nossa saúde. O correto controle da respiração pode prevenir muitas doenças que afligem a humanidade nos dias atuais.  A mente torna cada vez mais tranquila, quando respiramos adequadamente. A respiração deve ser sempre diafragmática, inalar pelo nariz e soltar pelo próprio nariz.

Aprenda estas técnicas milenares de Yoga no Spa Mitra ou agente seu horário individual com a professora de Yoga Cândida* Maia Freire (Kaoshikii).

FAÇA UMA AULA EXPERIMENTAL!!!

Entre em contato com a equipe do Spa Mitra e saiba como participar. Todas às quintas-feira às 08:30 e às segundas às 19:00hs.

*Cândida é professora de Yoga há 20 anos, parceira de Simone Las Casa há mais de 8 anos, e juntas já realizaram diversos workshops para gerenciamento do stress, práticas de respiração, relaxamento, Yoga e outros eventos para o bem-estar do Ser.

Compartilhar: